Resenha: Proibida para mim - Elizabeth Bezerra

| 0 comentários

PROIBIDA PARA MIM

Série: New York, Livro 1

Autora: Elizabeth Bezerra | Editora: Editora Bezz

Quando Neil Durant socorre Jennifer Connor durante um assalto em uma noite fria ele não sabe que sua vida mudará para sempre. Descobrir que a jovem é cega é uma surpresa para ele. Neil está preso em um casamento de conveniência e sabe que Jennifer é totalmente proibida para ele. O correto é afastá-la de seu mundo sujo, mas o destino insiste em aproximá-los cada vez mais. Passado e futuro se entrelaçam de forma surpreende e os dois se veem mergulhados em uma paixão incandescente.
=== Resenha ===

Desde que eu vi a capa deste livro me encantei pela delicadeza e sensualidade que o capista conseguiu passar com as imagens escolhidas, fontes e cores, foi realmente um trabalho bem feito. Todos que me conhecem sabem que uma boa capa sempre me seduz primeira, apenas depois que eu procuro ler a sinopse e algumas resenhas, então com “Proibida para mim” não foi diferente.
Eu estava ansiosa com a leitura dele, por isto no mesmo dia comprei o ebook, porém só pude ler uma semana depois, afinal de contas, estava terminando outro livro e se eu interrompesse acabaria me perdendo no enredo. Enfim, acabei ficando cada vez mais ansiosa e isto me levou a ler o livro com uma expectativa muito alta, o que é um grande problema, pois quando estou assim qualquer ponto negativo acaba me decepcionando um pouco, mas ainda bem que com “Proibida para mim” não aconteceu isto. Não, eu não estou dizendo que o livro não tem pontos negativos, sim, ele tem, mas nada que faça o leitor desistir desta obra encantadora.

- # -

O livro tem inicio com uma cena chocante da infantil de Neil, é nela onde vemos o quão cruel seu irmão gêmeo, Nathan, era e como o pobre garoto sofreu em suas mãos, além de que é impossível não sentir raiva dos pais que sempre passavam a mão na cabeça de do gêmeo malvado e acobertavam suas ruindades.
Depois disto voltamos ao presente e vemos Neil esperando por alguém que não aparece para aquele importante encontro, sim, temos um mistério, um delicioso mistério que vai durar por praticamente todo o livro. Enfim, Neil, aborrecido, resolve ir embora, porém antes que vá para casa ele escuta um grito feminino.

“Não qualquer grito, mas um grito desesperado de mulher. E o que mais me chamou atenção foi que apesar de desesperado ele era incrivelmente angelical e, algo que não sei o que, me impulsionou até o local, para o desconhecido...”

No momento em que chega ao local ele se depara com um homem tentando, de maneira agressiva, tomar a bolsa de uma mulher, no momento em que Neil o ordena que a solte o assaltante arranca-lhe a bolsa, empurra-a e sai correndo. Por mais que quisesse reaver os pertences daquela indefesa mulher o instinto de ir ajudá-la é mais alto e Neil vai ao seu encontro.

“Ela está encolhida contra a porta da loja, seus cabelos caem em cascata ao redor do rosto, longos cabelos vermelhos. Uma cor tão intensa que seria impossível de ter sido fabricada. Ergo o seu rosto para observá-la melhor.[...]
Quando ela ergue a cabeça, lentamente, sinto meu mundo sair de órbita. Não estava preparado para aquilo. Diante de mim, o rosto mais lindo e angelical que eu já vi em toda a minha vida.”

Ao chegar perto dela e a fitar de maneira calma foi impossível não ficar atraído pela sua beleza estonteante, porém não era apenas aquilo que o atingia, havia mais e futuramente Neil descobriria, mas por enquanto ele apenas achava que estava sendo hipnotizado pela beleza daquela mulher. Apesar de todo aquele sentimento que o envolvia Neil sabia que precisava se manter longe de Jennifer, afinal de contas, ele tinha um passado sombrio que queria esconder a todo custo não apenas por ser algo ruim, mas também porque sentia-se envergonhado de seus atos e isto não era tudo, também havia o fato dele ser casado, porém isto era mais fácil de resolver, ele poderia pedir o divorcio já que não amava sua esposa, mas ele não poderia mudar seu passado.
Enfim, apesar dos empecilho Neil não pôde se manter distante, por todo livro ele tenta a todo custo manter Jenny por perto para a proteger de tudo e de todos. Às vezes o instinto protetor dele acaba causando algumas brigas entre os dois, principalmente porque aos olhos de Neil a cegueira de Jennifer a torna ainda mais vulnerável, quando na verdade isto a deixa mais forte.

- # -

Deixei para citar os pontos negativos apenas no final da resenha porque eu queria que vocês se focassem ao enredo e vissem o quanto é sensível, romântico e sedutor. Enfim, vamos ao que interessa?
1 – Encontrei alguns erros ortográficos, seria bom se o livro fosse novamente revisado.
2 – O inicio seguiu um pouco rápido de mais, não a cena, mas os sentimentos de Neil por Jenny. Como eu disse a Elizabeth: Acho que eles poderiam ter surgido aos poucos, com alguns encontros, mas de qualquer forma o livro ficou muito bom.
Como podem ver são erros bobinhos que podem ser corrigidos ao longo do tempo, espero que quando a série New York acabar ela lance mais outro e outros livros, pois eu amei sua forma de escrever, pude realmente me ver ali no cantinho de cada cena as observando de pertinho.
Espero que tenham gostado e que comprem o livro, pois ele é realmente emocionante, pode ter certeza que ele vai tocar seu coração.

https://lh5.googleusercontent.com/-WsKGy4SY_6k/U9RVySnP-BI/AAAAAAAAjTU/JHYo9CphCgo/s296/jessica1.png

0 comentários:

Postar um comentário

O blog Miih e o Mundo Literário agradece pelo comentário.